Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Tradução da nova entrevista de Johnny na Ellen DeGeneres – Parte 1
janeiro 25, 2015

Como postamos aqui, Johnny esteve recentemente em nova entrevista no programa The Ellen DeGeneres Show, desta vez acompanhado de Gwyneth Paltrow e Paul Bettany para divulgar e falar sobre o filme Mortdecai. Confira abaixo a transcrição em português da primeira parte da entrevista (atualizaremos quando surgirem vídeos melhores):

gwyneth-paltrow-johnny-depp-play-never-have-i-ever-05

Ellen DeGeneres: Por favor recebam Gwyneth Paltrow e Johnny Depp!
Oi!

Johnny Depp: Olá! Como vai?

ED: Bem.

(platéia gritando)

JD: O que houve?

ED: Não sei.

Gwyneth Paltrow: Isso eu nunca tive.

ED: Vocês dois juntos. Primeiro de tudo, o filme é hilario, eu ri bastante e todos aqueles engasgos… Eu não sei como vocês simplesmente não se perdiam a cada segundo.

GP: Eu fiz isso, arruinei basicamente umas 15 tomadas.

JD: Fizemos várias tomadas. Mas foi divertido.

Clique para continuar lendo >>>

ED: Hilário. Já voltamos ao filme em alguns minutos. Vocês já se conheciam antes?

JD: Sim, já nos conhecíamos mas não muito bem.

GP: Eu lembro quando conheci, fui convidada para um aftershow ou algo assim, em Londres.

JD: Sim.

GP: E essa foi a primeira vez que nos encontramos.

ED: Quanto tempo tem isso?

GP: Talvez há 4, 5 anos atrás…

JD: 4 ou 5 anos.

GP: E você sabe, eu estava lá e, sabe, pensei que eu era legal e descolada até conhecê-lo. (risos) E então ele era tipo, tão legal, enrolando cigarros e essas coisas e pensei: “Uau, eu sou totalmente nerd e mãe…” (risos) E falei: “Uau, você sabe enrolar cigarros assim”…

ED: Talvez não fosse esse tipo de cigarro, Gwyneth mas… (risos)

JD: Tocou num bom ponto. Eu sou nerd e mãe também. (risos)

ED: Você não é uma mãe nerd, você é legal. Johnny… Tem algo legal sobre ele que sinto orgulho de revelar… A pulseira que ele me deu, não sei se te deu uma também (Gwyneth). Está usando a sua (Johnny)?

JD: Hoje não. Mas eu fiz uma coisa. Fiz uma tatuagem no meu polegar.

ED: Isso é muito fofo. Genuíno…

JD: E doeu muito.

ED: Muita dor?

JD: Muita dor no meu polegar…

ED: Se eu cuspir no meu dedo e esfregar aí, não vai sair?

JD: Quer tentar?

ED: Agora não… (risos) Não sei porquê eu disse isso… Então, como não se conheciam bem depois trabalharam juntos. Ficaram surpresos ou…? Digo, ele é hilário, não é? É surpreendente para muitas pessoas como ele é divertido.

GP: Ele é a pessoa mais engraçada com quem já trabalhei. Eu me molhei de rir enquanto tentava me opôr aos risos.

JD: Isso foi na banheira?

GP: Não, não foi. (risos)

JD: Eu imaginei.

GP: Por que a água estava tão agradavelmente quente?

JD: Estava tão quente…

ED: O que, no Johnny, te deixa doida (irritada), conte-nos a pior coisa sobre ele.

GP: Ele é meio perfeito.

ED: Ah, é?

GP: Digo, ele é maravilhosamente incrível.

ED: Mas algo deve ter te irritado enquanto trabalhava com ele.

GP: Sabe quando seu alarme toca e você meio que: “Oh, são 8 da manhã, tenho que levantar pra trabalhar”…

ED: Sim.

GP: E vem o Johnny e tipo: “Oh, eu preciso dormir mais umas 6 horas”…

JD: É porque tenho que trabalhar. (risos)

ED: Certo.

GP: Entendeu? Ele é diferente, descolado demais pra seguir uma rotina normal 24 horas, como nós fazemos.

ED: Estou vendo.

JD: Digo, na maioria das vezes estou levemente atrasado em tudo.

ED: Bem, então por que as pessoas não dizem para você chegar uma ou duas horas mais cedo (do que o planejado)?

JD: Eu digo pra elas fazerem isso.

ED: E elas não fazem?

JD: Não fazem. Não fariam essa sacanagem comigo. (risos)

ED: Não te sacaneiam?

JD: Não podem me sacanear desse jeito.

ED: Estou vendo. E o que tem na Gwyneth que te enlouquece (te irrita)?

JD: Ela é a Gwyneth. (risos) Ela é… Olha pra ela.

ED: Ela é fantástica.

JD: Ela é uma coisa maravilhosa.

ED: Ela é uma coisa maravilhosa.

JD: De toda maneira.

ED: Estou surpresa que vocês não se encontravam muito porque… Você (Gwyneth) passa a maior parte do tempo na Inglaterra, certo? E você (Johnny) não mora na Inglaterra e sim em Paris, certo?

JD: Não sei…

ED: Todo lugar?

JD: É, em todo lugar. Qualquer lugar que me levem.

ED: Qualquer lugar que te levem.

GP: Legal demais pra ter um lugar fixo, como eu disse.

ED: E vocês tem dois filhos cada, quantos anos seus filhos têm, Gwyneth?

GP: Minha filha tem 11 e meu filho tem 8.

ED: Que loucura.

GP: Eu sei. Passa rápido.

ED: E os seus, Johnny?

JD: Meu menino tem 12 e minha filha, 15.

ED: Os filhos de vocês se conhecem?

GP: Os meus conheceram o Jack, no estúdio.

JD: Verdade.

ED: E quem são mais fáceis, as meninas ou os meninos?

(Gwyneth aponta para Johnny)

ED: Ok, eu começo com o Johnny.

(Johnny hesita)

JD: Hmmmm… Pois é… (risos)

ED: Ambos são difíceis?

JD: Ambos são maravilhosos. Sabe, como homem adulto e como pai e.. você sabe, homem e… (risos) Não tem nada que você consiga entender em relação a uma garota adolescente, nada.

ED: Ah, é?

JD: É.

ED: Sério?

JD: Yep… (risos) A verdade é que, ela é maravilhosa…

ED: Mas você é tão descolado… (risos)

JD: O problema e que ela é infinitamente mais sofisticada do que eu. Ela me supera e sabe que me tem nas mãos.

ED: Ah, entendo.

JD: Até o dedo mindinho.

ED: Mas ela sabe como você é descolado, certo?

JD: Não acho que ela pensaria assim.

ED: Sério?

JD: Provavelmente não.

ED: É completamente insano que sua filha não entenda quão legal… Seus filhos (Gwyneth) sabem como você é legal?

GP: Acho que eles me achavam legal até um dia que estávamos em férias e meu filho pediu pra eu não andar perto dele na calçada, pareceu ótimo, e minha filha disse: “Mãe, vamos comer sem você, tchau”. E eu fiquei tipo: “Vocês notaram que vou ficar aqui sozinha… Tipo vocês vão e…” (risos) Eles meio que: “Estamos bem, vamos sozinhos”. Então assim, Moses não queria andar ao meu lado, ao mesmo tempo que ela não queria comer junto comigo e eu estava tipo: “Sabe, parece que estou num filme, essas coisas”. E ele disse: “Exato”. (risos)

ED: Uau… Já voltamos e Paul, seu criado (Johnny), estará aqui e nós vamos falar sobre o filme. Voltamos já.

(intervalo)

ED: Voltamos com Gwyneth Paltrow e Johnny Depp. O filme deles é Mortdecai, vamos chamar a coestrela, por favor recebam Paul Bettany!

(Paul entra sob aplausos)

ED: Oi Paul.

Paul Bettany: Oi.

ED: Como vai você?

PB: Terrivelmente bem, muito obrigado.

ED: Você está muito divertido nesse filme. Eu estava aqui dizendo, durante o intervalo, que adoro o filme A Pantera Cor-de-Rosa e esse filme me lembra muito A Pantera Cor-de-Rosa, e você é o criado. Este é seu 3º filme com Johnny, certo?

JD: Sim.

PB: Sim, correto.

ED: Uau. E como funciona? Vocês se indicam entre si? Vocês vêm em pacote?

JD: Sim, basicamente eu peço que Paul vá para cada filme que faço e… Ele não vai.

ED: Ele não vai em todo filme?

JD: Nem todo filme.

ED: Mas esse foi um filme meio difícil porque você esté sempre pegando fogo ou correndo de um cachorro ou… Sempre alguma encrenca está acontecendo com você.

JD: Por isso eu quis que ele fizesse esse filme. (risos)

PB: Bem, Johnny não é lá muito famoso por sua pontualidade…

JD: De novo? (risos)

PB: E eu tento sempre interceptar a mim mesmo… Mas quando cheguei no estúdio e Johnny estava lá antes de mim, eu soube que algo terrível ia me acontecer. (risos) Não esperava por isso.

ED: Você sabia dessas coisas? Digo, claro que você leu o roteiro, até então havia um dublê mas você de fato pegou fogo?

PB: Sim, eu peguei fogo.

JD: Foi, eu vi.

ED: E você já pegou fogo antes?

PB: Na verdade sim. Quando era criança, pra impressionar as meninas, eu ateava fogo na calça. E você me disse que seu cabelo pegou fogo uma vez (Johnny).

JD: É, meu cabelo pegou fogo. Meu cabelo pegou fogo, verdade, quando eu era criança eu tive minha cara pegando fogo.

ED: Pra impressionar as meninas?

JD: Não porque eu só era uma criança…(risos) Eu tentei cuspir fogo e usei gasolina. (risos) Gasolina e fogo tendem a explodir. Então meu cabelo pegou fogo.

ED: E olhando pra você, parece estar tudo bem, como foi isso? Você pegou fogo e continua assim?

JD: Não sei o que houve. (risos)

ED: Vamos voltar pra você (Paul), tentando impressionar as meninas com suas calças em chamas.

PB: Pois é.

ED: Por que isso as impressionaria?

PB: Não sei porquê.

ED: Você devia estar bêbado, talvez seja isso. E bem, você pega fogo, tem cachorros te atacando, e estamos falando para as pessoas sobre esse filme, conte a todos como é isso.

PB: É uma comédia de um roubo travesso.

JD: Uma traquinagem sofisticada.

GP: É muito engraçado, estiloso e é uma aventura, com um roubo de obra de arte, e envolve um casamento, o casamento é o núcleo…

JD: Muito divertido.

ED: Sim, bem engraçado mas você (Gwyneth) não gosta do bigode, tenta tirá-lo enquanto o beija.

GP: É, o bigode é o grande motivo da briga entre meu personagem e o personagem dele. E ela basicamente tenta fazê-lo raspar.

JD: Todos o achavam repugnante, o bigode…

ED: E é um grande bigode, vistoso e tal… Estou dizendo aqui que era um bigode falso, foi colado.

JD: Certo.

ED: E quando você ria, eu pensava que ia cair.

PB: Nesse filme eu tentava fazer Johnny rir tanto até seu bigode desgrudar e eu esperava q caísse mas fracassei nisso. (risos)

ED: Isso é incrível. Bem, exatamente por vocês se conhecerem tão bem, vocês são amigos muito próximos.

PB: Sim.

ED: Seus filhos chamam o Johnny de…

PB: Tio engraçado.

ED: Tio engraçado, que tio legal esse…

PB: Johnny é tipo um mágico mendigo. (risos) “Oh a casa está cheia de joias, pegue isso aqui”. E eu tenho que vir e: “Ei, dê o relógio dele de volta, devolva o relógio dele!”.

ED: Conseguiu o relógio de volta (Johnny)?

JD: É, consegui o relógio.

PB: Pois é. E as crianças: “Não! De jeito nenhum”. (risos)

ED: E o filho dele cortou seu cabelo ou algo assim?

PB: Sim, verdade.

JD: O filho dele cortou o meu.

PB: Johnny foi à minha casa pra jantar e acabou ficando lá por três dias. (risos)

JD: Pelo menos não estava atrasado. (risos)

PB: Acho que foi só pelo corte de cabelo… Sabe todo mundo fica preocupado com seu corte de cabelo e ele não, ele disse: “Não se preocupe, seu filho vai cortar o meu cabelo”. Olha, lá está. (aponta para o vídeo)

GP: Isso é tão fofo.

ED: Ele está com tesoura mas parece que corta com cartolina ou algo assim.

JD: Ele é um pouco…

ED: É uma grande escolha deixar ele cortar seu cabelo. Ele não estava preocupado de se encrencar após terminar de fazer isso?

JD: É meu aliciamento. (risos)

ED: Está certo. Já voltamos!

Parte 2 | Veja fotos aqui.

Tradução e adaptação: Sarah – Equipe Johnny Depp Forever
Não reproduza sem os créditos.

Leave a comment