Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Tim Burton fala sobre “Dark Shadows”
janeiro 12, 2012

O diretor Tim Burton deu entrevista por telefone ao site da MTV, falando sobre seus novos projetos: “Frankenweenie”, “Abraham Lincoln: Vampire Hunter” e “Dark Shadows”. Destacamos aqui os trechos em que ele fala sobre “Dark Shadows”, que estreia em maio nos EUA. Ainda não há data confirmada para o Brasil.

Por Josh Horowitz

Como você está dividindo seu tempo entre os vários projetos?
Com “Frankenweenie”, é um pouco mais fácil de fazer, porque você só tem algumas imagens chegando a cada dia. É como um processo em câmera lenta. Quando você está lidando com algo como “Dark Shadows”, que é imediato e intenso. E depois, com “Lincoln”, o [diretor] Timur [Bekmambetov] é ótimo. Eu estou lá apenas para apoiá-lo. É um projeto que eu realmente gostava e só queria observar.

Em que estágio de “Dark Shadows” você está agora?
Em pânico. Nessa fase. Nós estamos fazendo a edição e efeitos. Não é uma imagem com efeitos pesados, mas ainda tem coisas lá. Há um tom estranho para o filme. Isso é sempre o que é divertido sobre filmes. Você nunca sabe exatamente o que são. Torna-se emocionante e assustador e por isso você gosta de fazer. Tenho que me manter lembrando isso.

Com mais de 1.200 episódios da série original para recorrer, o que foi importante manter para você?
Ela tem uma vibração estranha. E não é algo que muitas necessariamente saibam. Você está tentando fazer uma novela estranha. Senti-me muito sortudo, porque o elenco é muito bom. Pessoas como Michelle [Pfeiffer] cresceram assistindo. Alguns do elenco conheciam. Alguns não, mas eles estavam todos dispostos – entrando no espírito estranho do que “Dark Shadows” foi. Ela tem um estranho senso de melodrama intensificado. Houve uma geração de nós que corria da escola para casa para vê-la. Isso, provavelmente, porque nós éramos tão maus alunos. Nós deveríamos ter feito lição de casa e, em vez disso, estávamos assistindo “Dark Shadows”. Foi difícil colocar em palavras o tom que ela tinha. Tinha uma seriedade estranha, mas era engraçada de uma maneira que não era realmente engraçado. Nós apenas tivemos que tatear por dela para encontrar o tom. Nós não fizemos nenhum ensaio real, porque o elenco entrou em momentos diferentes. Mas havia uma foto antiga do elenco [original] que eu sempre lembrei então, alguns dias antes de filmar, nós juntamos todo o elneco para uma foto semelhante, para que todos pudessem ver uns aos outros e sentir essa vibração de fazer uma foto de grupo. Isso ajudou a definir o tom mais do que qualquer coisa. Clique para continuar lendo >>>

Algumas das tomadas se passam nos anos 1700, mas a maior parte ocorre em 1972, não é mesmo?
Sim, ele remonta a 1700, mas é principalmente em 1972, que para a era de “Dark Shadows” é a era moderna. Para mim, foi um momento assustador.

Será que o filme deixa muito a casa ?
Um pouco, mas a coisa sobre “Dark Shadows”, foi que era um mundo muito hermeticamente fechado. É principalmente o melodrama familiar interno. Você ganha um pouco de sentido do mundo, mas é como em “Grey Gardens”, onde essas pessoas estão em seu próprio tipo de mundo.

Você utiliza a viagem no tempo no filme?
Não muito. Um pouquinho. Para mim, é quando o tipo de programa me fez querer fazer lição de casa. Eu pensei, espere um minuto! Isso veio perto do final da trilha da série.

Você decidiu não fazer 3-D desta vez?
Não. Está nos anos 70, cara. Apenas “Frankenstein’s Bloody Terror” foi em 3-D. Esse é o único que eu lembro daquele tempo.

Fonte

Tradução e adaptação: Cristina – Equipe Johnny Depp Forever
Não reproduza sem os créditos!

Leave a comment