Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
“O Cavaleiro Solitário” na revista Preview
julho 16, 2013

A edição de julho da revista brasileira Preview apresenta uma matéria sobre “O Cavaleiro Solitário”, produzida durante a conferência de imprensa do filme em Santa Fé, Novo México.

Scans > Nacionais > 2013 > Julho 2013 – Preview

Leia a seguir algumas frases ditas por Johnny, Gore Verbinski e Armie Hammer. Os scans você confere na galeria, clicando no link acima.

Gore Verbinski sobre filmes western:

“Sou fã de westerns desde que era criança. Está no meu DNA. Para mim, toda narrativa acaba no western, que trata de temas como o individualismo, o que é um homem e quais suas escolhas, a silhueta no horizonte… Sou fã do western pós-moderno, quando o trem chega, e as pessoas se sentem deslocadas. Não há lugar para elas, apenas para ladrões e corruptos.”

Sobre o filme

Johnny menciona Marlon Brando:

“Aprendi uma coisa de um mentor, pai, amigo que tive, Marlon Brando: na história do cinema americano, o nativo americano sempre foi retratado como selvagem. O Cavaleiro Solitário para mim era uma oportunidade de apagar isso”.

Verbisnki:

“No fundo, O Cavaleiro Solitário é um filme de amigos”.

“Aqui Johnny não pôde sair improvisando, precisou dançar com o parceiro. Acho que ele está mais contido”.

Armie Hammer:

“Este filme não me parece ser um western, depois de ver. É um filme de amigos, uma comédia, romance… Foi uma experiência incrível estar no meio do nada, sem energia, sem aviões”.

Sobre Tonto

Verbisnki:

“Na série original, ele era só um parceiro. Mas, quando você escolhe Johnny Depp, tem de torná-lo algo mais. E ao transformá-lo em algo mais, faz com que ele conte a história e aí você precisa lidar com assuntos como a questão indígena”.

Depp:

“Tonto é uma brincadeira com os clichês dos nativos americanos nos filmes. Foi um truque. Abracei os clichês de Tonto, mas queria ser verdadeiro no meu coração”.

Leave a comment