Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Johnny explica origem da maquiagem de Tonto em “The Lone Ranger”
abril 22, 2012

Johnny Depp falou à Entertainment Weekly sobre como ele desenvolveu o visual de Tonto, seu personagem em The Lone Ranger, e sua inspiração.

“Eu vi uma pintura de um artista chamado Kirby Sattler, olhei para o rosto desse guerreiro e pensei: ‘É isso aí'”, disse Depp em entrevista recente. “As listras passando da face e através dos olhos… parecia-me que você quase podia ver as seções separadas do indivíduo, se você entende o que quero dizer”.

Depp explicou que as linhas de pintura no rosto do nativo americano, pareceram para ele como um corte transversal da vida emocional do homem. “Há muita sapiência nesses recortes, uma seção muito torturada e ferida, e a seção furiosa e raivosa, e um lado de muito conhecimento e único. Eu vi essas peças, quase como dissecando um cérebro, esses fragmentos do indivíduo”, disse ele. “Essa maquiagem me inspirou”.

A pintura também forneceu a inspiração para o cocar de Tonto. “Isso só aconteceu porque Sattler havia pintado um pássaro voando diretamente por detrás da cabeça do guerreiro. Parecia-me que ele estava sentado”, disse Depp, que o levou a um outro momento eureka. “Eu pensei: Tonto está com um pássaro na cabeça. É seu espírito-guia de certa forma. Ele está morto para os outros, mas não está morto para ele. Está muito vivo”.

Clique para continuar lendo >>> 

O título da obra original de Sattler é “I Am Crow”, uma referência ao povo Crow, nativo da parte norte do Meio-Oeste americano. No novo filme, Tonto é tecnicamente um Comanche puro sangue e, Depp identifica-se na vida real como parte dos Cherokee e dos Creek, com base em uma ascendência de sua bisavó, de modo que o personagem está a revelar-se menos historicamente específico a uma tribo que uma mistura de várias culturas e influências.

O próprio Sattler, que licenciou o visual de sua pintura para os cineastas, diz a EW que seu trabalho é uma fusão da história e ficção. “Os retratos que pinto são compostos criados a partir de uma variedade de referências visuais, juntamente com minha imaginação”, diz ele. “Apesar de serem amplamente baseadas em um contexto histórico, minhas pinturas não se destinam a ser vistas como historicamente precisas. Eu usei a combinação de pintura no rosto e cocar, como uma expressão artística para simbolizar a essência do sujeito e sua afinidade com os Crow”.

A comunidade indígena americana está dividida sobre o Tonto de Depp. De sua parte, ele disse que sua motivação para interpretar o personagem veio de não gostar de como Tonto foi relegado a subserviência na antiga série de TV com Clayton Moore e Jay Silverheels. Embora a aparência pode não ser historicamente autêntica, Depp quer que o personagem Tonto seja honrado e auto-suficiente.

“Toda a razão pela qual eu queria interpretar Tonto é tentar [mexer] com o estereótipo do índio americano, que foi colocado para fora da história, ou da história do cinema, no mínimo – especialmente Tonto como o ajudante, o assistente do Cavaleiro Solitário”, Depp disse. “Como você verá, definitivamente não é mais que isso”.

Fonte | Via

Tradução e adaptação: Cristina – Equipe Johnny Depp Forever
Não reproduza sem os créditos!

Leave a comment