Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Johnny discute jornalismo em exibição de ‘The Rum Diary’
outubro 24, 2011

Como sabemos, Johnny esteve no sábado na exibição de “The Rum Diary” na Universidade do Texas (UT). Lá, ele e o roteirista/ diretor Bruce Robinson falaram um pouco sobre jornalismo e, claro, de Hunter Thompson. Leia a seguir.

Por Alexa Ura

Johnny Depp parou o Student Activities Center (Centro de Atividades Estudantis) para falar com os estudantes de rádio, televisão e cinema e de jornalismo que estiveram numa exibição de seu novo filme, “The Rum Diary”. Na cidade para o Austin Film Festival, o ator se juntou ao diretor Bruce Robinson durante uma sessão de perguntas e respostas da Universidade do Texas, no sábado.

Os cineastas também responderam a perguntas dos alunos, enquanto o Professor de rádio, televisão e cinema, John Pierson, moderou a sessão, durante a qual Depp discutiu o making of ‘The Rum Diary “, os personagens que ele tem feito, e como o  movimento Occupy Wall Street ressoa nas indústrias de cinema e jornalismo também .

“Há coisas pelas quais você sente uma grande paixão”, disse ele. “[The] Rum Diary nasceu de uma caixa de papelão”. Clique para continuar lendo >>> 

“The Rum Diary” é baseado em um romance de mesmo nome escrito pelo jornalista e romancista  Hunter S. Thompson. Thompson, que Depp diz que  era um bom amigo, tornou ficção suas próprias experiências e escreveu o romance sobre um jornalista que se vê confrontado com a tirania dos ricos e querendo combater o capitalismo norte-americano, enquanto trabalhava em Porto Rico.

Depp, que produziu o filme, disse que seu interesse em “The Rum Diary” foi desencadeado em 1997, quando se deparou com o manuscrito do livro, publicado um ano mais tarde, no porão de Thompson.

Robinson, que  também  escreveu o roteiro  para o filme estava na “assim chamada” aposentadoria quando Depp o ligou perguntando se ele tinha lido o livro. Ele disse que não tinha a aspiração de fazer mais filmes até agora por causa da celebração de Thompson “à moralidade da humanidade”.

“Senti o grande motor da raiva da moralidade que Hunter representou, e espero que o tenhamos no filme”, ​​disse ele.

Depp e Robinson também  falaram sobre os últimos movimentos sociais que ocupam o mundo como o Occupy Wall Street. Ator e diretor acordaram que o dinheiro era o problema e que este tinha vazado e contaminado o jornalismo – algo que  já teria enfurecido Hunter, disse Depp.

“Eu acho que é um grande negócio e [o jornalismo] tem tomado a aparência de um produto”, disse Depp. “Não é realmente sobre vender a verdade ou dizer a verdade. É realmente mais sobre as pessoas inventando algo que vão querer comprar. Eu acho que o jornalismo está em um estado ruim “.

Depp disse que tais questões com o dinheiro também são evidentes na indústria cinematográfica local, onde os atores estão sendo pagos com “uma quantia absurda de dinheiro” para fazer filmes. Ele disse que enquanto ele era um deles, que o dinheiro lhe permitiu fazer mais “projetos de paixão”, como “The Rum Diary”.

Em toda a sessão de perguntas e respostas, Depp freqüentemente falou sobre a raiva de Thompson contra a sociedade, a máquina, “ou seja o que for”, como disse o ator, afirmando que ele abraçou tal atitude em sua própria carreira cinematográfica  e com os personagens que ele tem trazido à vida.

Mas os filmes de Depp não foram sempre blockbusters, os filmes de milhões de dólares, disse ele.

“Minha carreira inteira foi baseada em 20 anos de fracassos, essencialmente. Estes não foram as revolucionárias coisas de fazer dinheiro de Hollywood”, disse Depp. “E então Piratas aconteceu”.

O ator também disse que interpretar Edward Mãos de Tesoura no filme de mesmo nome em 1990, foi a coisa mais importante que ele já tinha feito, pois solidificou sua carreira como nenhum outro.

A sessão foi também transmitida para diversas outras universidades em todos os EUA, incluindo a Universidade de Washington e a Columbia College, em Chicago, cujos alunos puderam fazer perguntas escritas. Pierson cunhou a transmissão de “Depp-Net”.

Depp agradeceu os estudantes por participarem do evento e assistirem os filmes durante a sessão. Ele deu autógrafos e posou para fotos com os estudantes por mais de uma hora após o evento no lado de fora do Student Activity Center.

Como Pierson disse, os estudantes universitários que participaram do evento fazem parte da geração que cresceu com o famoso personagem de Depp, capitão Jack Sparrow, podem não ser tão familiarizados com a história de Thompson, mas esperava que Depp fizesse com que os alunos aprendessem com ele.

“Se algum de vocês pode tirar qualquer coisa de Hunter, compreendam que a voz que ele encontrou estava em sua própria voz. A voz era uma voz de raiva, mas não era de ódio ou ameaça “, disse Depp. “E é uma voz que ainda ecoa e reverbera hoje.”

Fonte

Tradução e adaptação: Cristina – Equipe Johnny Depp Forever
Não reproduza sem os créditos!

Leave a comment