Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Diretores de “Anjos da Lei” falam da participação de Johnny no filme
março 19, 2012

Sem dar muitas pistas, Phil Lord e Chris Miller falaram um pouco sobre a participação de Johnny na adaptação para o cinema da série “Anjos da Lei”.

O filme estreou nos Estados Unidos na sexta-feira, dia 16, e alcançou o topo das bilheterias, arrecadando estimados US$ 35 milhões.

The Hollywood Reporter: Vocês podem falar sobre a aparição de Johnny Depp em “Anjos da Lei”? Não é apenas, provavelmente, a maior já participação especial já vista, ela realmente alimenta diretamente a relação dinâmica entre o espetáculo e os temas de seu filme.

Phil Lord: Oh, eu estou feliz. Nós trabalhamos duro para tentar fazer algum sentido. E, obviamente, isto é um spoiler, mas queria mudar a história. E então, nós tomamos um grande gole de bebida e caminhamos até…

Chris Miller: Um astro de cinema particular…

Lord: O astro de cinema em questão. E quando começamos a conversar com ele sobre isso, já o tínhamos colocado no roteiro e ele falou, “Sim, eu quero fazer isso, só tenho algumas determinações”. E a grande coisa é que ele queria estar em uma cena com Peter DeLuise [que interpretou Doug Penhall na série original], e ele queria morrer (risos). E nós dissemos que tudo bem!

Miller: Pode fazer. Pode fazer.

Lord: E acho que nós já tínhamos farejado a parte do “eu quero morrer”. Mas foi sua idéia fazer uma cena com Peter novamente. Para fazer esse trabalho como uma cena, ela tinha que ser sobre parcerias.

Miller: E sobre a parceria do show e a parceria dos nossos rapazes, e acabou funcionando bem. Se isso aconteceu.

Lord: Se isso aconteceu. Clique para continuar lendo >>>

THR: Bem, se ele estava no filme, quanto ele teria atuado em todas as cenas em que seu personagem apareceu?

Miller: Nós o filmamos, e se você vê-lo novamente, é ele. Se ele está em tudo.

Lord: Ah, é ele.

THR: Porque havia algumas cenas em que ele poderia facilmente ter sido qualquer um.

Lord: Sim, é ele. É uma loucura, mas é ele.

Miller: E esse foi o prazer disso. Houve alguma tela verde.

Lord: Truques de cinema, sim.

Miller: Quando ele não estava lá no mesmo dia em que rodamos algumas coisas, nós o filmamos [usando tela verde].

Lord: Mas sempre foi nossa intenção. Pensamos, se vamos fazer isso, ele deve estar escondido da vista de todos. Seria muito mais legal se ele estivesse lá o tempo todo.

Miller: Se você vê-lo novamente, você deve dar atenção extra.

THR: Se ele está lá, você quer dizer?

Senhor: Isso. Se ele está lá, isso poderia acontecer.

Miller: Eu não estou dizendo que ele está.

Fonte

  • Clara

    complicado…
    Se ele está lá, isso poderia acontecer.
    uma frase pra filosofar.. rs

  • Cristina

    Acho que, na verdade, eles querem manter um suspense, para que quem assistir ao filme fique se perguntando onde está Johnny, para que tudo seja uma surpresa. Por isso tão poucos detalhes e a tentativa de deixar tudo no ar 🙂

Leave a comment