Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Continuísta de “City of Lies” defende Johnny Depp em ação judicial
setembro 3, 2018

A mulher, membro da equipe de filmagem, diz que Depp confrontou um gerente de locações por ter advertido uma moradora de rua, mas nunca desferiu um soco.

A continuísta de City of Lies contou que estava no set de filmagem quando Johnny Depp supostamente agrediu verbal e fisicamente um membro da equipe – e diz que tem como provar que nada disso aconteceu de verdade.

Em julho, o gerente de locações, Greg Brooks, também conhecido como Rocky, processou Depp, em conjunto com o diretor e os produtores do filme. Ele alega que Depp gritou com ele, desferiu dois socos em suas costelas e lhe ofereceu 100 mil dólares para reagir. Brooks também alega que ele foi demitido da produção do longa por não ter prometido que não entraria com uma ação legal.

No dia 27 de agosto, a continuísta Emma Danoff apresentou uma declaração que dizia que ela testemunhou a discussão e não foi nada como Brooks descreveu no processo.

Danoff alega que eles estavam filmando uma cena externa e Brooks ralhou com uma moradora de rua negra com “insultos raciais e depreciativos” porque ela estava em seu caminho. Depp estava sentado a uma distância aproximada de 7 metros da mulher quando aconteceu.

“Ele se levantou imediatamente do assento que compartilhávamos à beira de um banco e foi na direção de Brooks para defender a mulher”, disse Danoff. “O Sr. Depp disse ao Sr. Brooks: ‘Você não pode falar com ela assim. Você pensa que ela é menos que você? Quem você pensa que é? Como ousa?’”.

Danoff afirma que socos não foram desferidos e nenhuma oferta de 100 mil dólares foi feita para que Brooks batesse em Depp – e ela diz que tem 40 fotos com data e hora que provam.

“O Sr. Brooks, e todos aqueles que vem agredindo o Sr. Depp, estão prestes a descobrir quais são as consequências de se fazer falsas acusações,” afirmou o advogado de Depp, Adam Waldman.

City of Lies, anteriormente chamado de LAbrynth, centraliza a investigação que se seguiu à morte de Christopher Wallace, rapper americano conhecido como The Notorious B.I.G. Sua estreia estava programada para 7 de setembro nos Estados Unidos, mas foi recentemente retirada da programação de distribuição da Global Road.

O banco Leumi está processando a Global Road, que foi adquirida na semana passada pelo Bank of America e outros credores. No processo, o banco alega que a Global Road usou os problemas de Depp fora da tela como uma desculpa para seu próprio fracasso em lançar o filme.

“Qualquer declaração desse tipo teria sido falsa porque a razão real pela qual a Open Road não liberaria o filme é porque a Open Road e a Global Road estão em dificuldades financeiras e decidiu não pagar os US $ 10.000.000 de despesas de marketing e distribuição que a Open Road se comprometeu a pagar”.

Fonte¹ Fonte²

Leave a comment