Johnny Depp Forever
A sua fonte de informações sobre o ator e músico Johnny Depp
Artigo sobre Johnny na GQ Magazine
março 17, 2014

A edição da GQ Magazine, nesse mês de março, traz um artigo de Bruce Robinson e David Bailey sobre Johnny, confira a tradução abaixo:

“Para mim, ele é o melhor desde Jack. Johnny é um cara muito inteligente”
GQ Magazine

Por Bruce Robinson e David Bailey | Fotos por David Bailey | 17 março de 2014

Como parte dos Heróis do Bailey apresentam a partir da edição de março, Bruce Robinson discute bebendo com Johnny Depp e David Bailey se lembra de fotografar o ator em um container.

Bruce Robinson em “Johnny Depp”

Johnny é um cara difícil de se falar por todos os tipos de razões. Mesmo em uma perspectiva de trabalho, que é ótima com Johnny, há uma amizade real, em vez de uma relação ator/diretor. Nós compartilhamos tantas coisas – como obsessão por livros e autores de uma determinada variedade. O que eu amo, e descobri que Johnny também amava.

Nos unimos por Verlaine, Rimbaud, Dylan Thomas e T.S. Eliot. A única diferença entre Johnny e eu é que eu poderia ter as primeiras edições, já ele é dono de manuscritos originais! Ele tem uma biblioteca extraordinária, de modo que a literatura tornou-se um ponto focal para nós. Bem, isso e vinho tinto, que Johnny gosta muito, o saca-rolhas está sempre por perto quando você está bebendo com esse homem!

Eu conheci Johnny há alguns anos, em torno dos bares de Los Angeles. Lembro-me que primeiro tivemos uma conversa séria quando ele estava fazendo Medo e Delírio em Las Vegas (1998) e ele me perguntou se eu estaria na direção, embora eu não estivesse, em última análise. Então, a partir daí, de tempos em tempos, tivemos bons passeios ao longo da Sunset Strip. E então, quando The Rum Diary (2011) veio, ele me perguntou de novo. Eu estava na Espanha com minha família e Johnny de alguma forma me encontrou em um pequeno hotel rural e perguntou se eu tinha lido The Rum Diary, e eu não tinha. E no dia seguinte ele apareceu. Simples assim.

Clique para continuar lendo >>>

Ele tem tantos atributos extraordinários, e você gosta instantaneamente. Ele é esperto. Ele tem uma grande inteligência. Quando começou a falar sobre The Rum Diary estávamos em Londres, nos encontramos no andar de cima de um restaurante chinês, que estava completamente vazio. Eu não conseguia entender por que estava tão vazio até que eu percebi que estava reservado, para que ninguém mais estivesse lá, apenas nós. No final da refeição, eu tinha que ir por causa do parquímetro e ele disse: “Ah, eu vou levá-lo para o carro.” Eu disse: “Está a 15 minutos daqui e estamos em Londres. Você será assediado!” Mas ele insistiu. Então, nós estávamos caminhando para o carro e quando me virei havia cerca de nove pessoas e duas limusines atrás de nós. Foi quando eu percebi o quão superstar ele é.

Eu tenho um grande quadro, uma pintura a óleo que ele pintou de Keith Richards, na minha parede de casa. Ele simplesmente parece ser capaz de fazer qualquer coisa. Ele pode tocar guitarra, pintar um quadro , ele pode escrever…

Johnny também é um homem incrivelmente generoso. Eu me lembro de quando nós terminamos de filmar The Rum Diary, ele tinha uma casa na França e eu estava indo de volta para a Inglaterra. Eu peguei uma carona em seu Gulfstream. Eu estava pensando que eu teria que pegar um voo da Ryanair de volta o resto do caminho, mas enquanto eu descia os degraus ele disse: “Oh, o seu está ali”, e havia outro Gulfstream esperando para me levar a Bristol. Deus sabe o que custou. Foi uma coisa gentil.

Lembro-me de ouvir John Lennon no rádio uma vez, dizendo: “Eis-me aqui, eu tenho mais dinheiro do que eu posso queimar, eu sou uma das pessoas mais famosas do mundo, mas eu não posso ir até o Dog & Duck tomar um copo de cerveja.” Todos nós temos esse tipo de liberdade como concedida, mas pessoas como Lennon e Johnny, perderam essa liberdade. Ainda assim, que cara é aquele! Que vida. Um dos maiores.

David Bailey em “Johnny Depp”

Eu gosto de músicos, porque você sabe quem você está fotografando. O mais difícil são os atores. Eu digo a eles: “Quem é que vai estar nas minhas fotos hoje? Hamlet? Lassie? Ou King Kong? Porque eu preciso saber o que vou ter que passar.” Normalmente, eles riem, porque eles sabem que eu tenho o número deles. E Johnny é um cara muito esperto.

Eu tenho uma foto dele em um container de lixo. Eu estava na varanda e esta figura solitária apareceu na calçada parecendo incrivelmente desalinhado. Ele veio andando na rua e havia um container lá, cheio de lixo. Eu acho que eu estava sozinho, porque todo mundo estava fora, na hora do almoço ou algo assim, e eu fui lá em baixo, abri a porta para ele e disse: “Você está parecendo um pedaço de m****”. E ele disse: “Oh, estou?” E eu disse: “Yeah! Vá até ali e pule naquele container, eu vou tirar uma foto sua.” Então, eu tenho uma foto de Johnny no container, com os construtores olhando. E eles não o conheciam. Eu vou direto ao ponto, sem evitar comprometimento…

Foi uma longa sessão. Talvez de quatro horas. Havia um monte de fotos tiradas. Mas nunca em um plano, só depende disso, às vezes eles estão com pressa e às vezes eu estou com pressa. Mas eu realmente não precisei de muito tempo.

É claro que ele estava no meu radar. Quero dizer, como você pode não sentir falta dele? Para mim ele é o melhor desde Jack [Nicholson], na verdade. Jack tinha falado comigo sobre ele também. Nós estávamos falando sobre jovens atores e eu me lembro que ele mencionou Johnny e outro – Leonardo DiCaprio. E é uma clara vantagem se Jack menciona alguém porque ele é uma das pessoas mais inteligentes que eu já conheci. Mas eu verifiquei por mim mesmo. Como qualquer um vai dizer, geralmente há algum tipo de interesse, então eu sempre vou verificar por mim mesmo.

Fonte | Thanks to emma from JDZ

  • Thalyta

    essa revista é lançada no Brasil?? quero muito compra-la

  • Elis

    Olá Thalyta, essa revista é britânica, mas você pode encontra-la em grandes bancas de revista que vendam edições importadas.

    Beijos.

  • bruna

    Fiquei muito interessada também nessa revista se estiver a venda no brasil concerteza vou comprar.mas será que vai ter nas grandes bancas de revistas de edições?????? Porque eu preciso comprar também para mim parece interessante

  • Elis

    Olá bruna, como respondi para a Thalyta, o local que você pode encontra-la é em grandes bancas de revista.

Leave a comment